Agricultura

Produtores e agentes públicos validam zoneamento climático para milho no Sealba

Área abrange 171 municípios da região Nordeste

18/06/2020 - 17:16 | Por Embrapa - | Siga-nos no Google News

Mais de 40 produtores e agentes públicos se reuniram por meio de videoconferência na terça (16) para discutir e validar o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para a cultura do milho primeira safra nos municípios que compõem o território do Sealba – nova fronteira agrícola que abrange Sergipe, Alagoas e Norte da Bahia.

A reunião foi coordenada pelos pesquisadores Aryeverton de Oliveira, da Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP), e Fernando Macena, da Embrapa Cerrados (Planaltina, DF), com articulação regional do pesquisador da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) Antonio Santiago, que integra a Comissão de Grãos de Alagoas e participa de pesquisas de campo sobre a produção de grãos na nova região.

Macena destacou a importância do zoneamento e sua aplicação para redução de perdas ocasionadas por intemperismos climáticos, especialmente as secas, mas também de o excesso hídrico (chuva na colheita), granizo, geada e ventos. O pesquisador também comentou sobre a gestão de riscos baseada na recomendação das épocas de plantio mais adequadas levando em conta as características climáticas, as cultivares mais adaptadas e os tipos de solos mais ou menos resilientes às adversidades climáticas de cada região. 

Dados regionais
O pesquisador Aryeverton de Oliveira apresentou os resultados do Zoneamento de Risco Climático para a cultura do Milho em todos os 171 municípios do Sealba. Os dados são gerados pelo Sistema Micura (Métricas e Informações para Conservação e Uso de Recursos na Agricultura), ferramenta desenvolvida pela Embrapa Informática Agropecuária para auxiliar a análise e validação de cenários agrícolas de ZARC.

Essa nova organização territorial denominada de Sealba, termo formado pela junção das siglas dos estados de Sergipe, Alagoas e Bahia, é formada por 171 municípios, sendo 69 localizados em Sergipe, 74 em Alagoas e 28 no nordeste da Bahia.

Aryeverton apresentou os resultados obtidos para a região, apontando as probabilidades de sucesso do cultivo de diferentes locais, a partir da visualização de cenários de diferentes municípios produtores de milho. De maneira geral, a janela de plantio do Sealba começa a se abrir no último decêndio de março (21 a 30/3), mas só aumenta no primeiro decêndio de abril, com probabilidade de sucesso 70%, passando para 80% a partir do segundo decêndio desse mesmo mês.

Esse período mais favorável ao cultivo se estende em praticamente todos os municípios da região até o segundo ou terceiro decêndio do mês de junho, a partir de quando, de maneira geral, a probabilidade de sucesso do cultivo começa a diminuir.

Após a discussão, ajustes e validação das janelas de plantio nos municípios produtores, a Embrapa preparará a nota técnica que será encaminhada ao Mapa para publicação oficial no portal do Ministério, válida para a safra de 2020 nas regiões tradicionais e 2021 nessa nova região.

Os produtores participantes concordaram, em geral, com quase todos os dados apresentados. Para o produtor alagoano Felix Simonetti, de Limoeiro de Anadia, a abertura da janela está coerente para o segundo decêndio de abril. O consultor Sergipano Gleiton Medeiros afirmou que os dados para o cinturão do milho de Sergipe, polo de grande protagonismo regional, estão consistentes.

Acesso a programas governamentais
Para ter acesso ao Proagro, ao Proagro Mais e à subvenção federal ao prêmio do seguro rural, o produtor deve observar as recomendações desse pacote tecnológico. Além disso, alguns agentes financeiros estão condicionando a concessão do crédito rural ao uso do zoneamento.

No Brasil, mais de 40 culturas foram contempladas com o Zarc. A ferramenta é utilizada em apoio à tomada de decisão para o planejamento e a execução de atividades agrícolas, para políticas públicas e para a seguridade agrícola, as principais culturas agrícolas brasileiras já estão contempladas no zoneamento.

Compartilhar

Últimas Notícias