Pecuária

Governo esclarece polêmica sobre abate de bovinos para venda à China

Ministério afirma que não há nova orientação sobre a suspensão da produção

20/10/2021 - 18:04 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio de nota, nesta quarta-feira (20), esclareceu pontos sobre o anúncio de suspensão de produção de carne bovina destinada à China pelos frigoríficos habilitados, devido a demora do país em retomar as compras da proteína brasileira.

No texto, o ministério esclarece que não há nova orientação sobre a suspensão da produção, pois a certificação de carne e produtos bovinos destinada à exportação para a China foram interrompidas desde 4 de setembro por decisão do governo brasileiro, em cumprimento ao protocolo sanitário firmado entre os dois países.

A suspensão dos embarques ocorreu após o registro de dois casos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecido como mal da vaca louca, no início de setembro em Minas Gerais e no Mato Grosso. 

“O equívoco que vem sendo propagado se deve à presença desta informação – a suspensão da produção – em ofício circular destinado aos chefes de serviços de Inspeção de Produtos de Origem Animal (documento interno, portanto). O ofício atende a um pedido formalizado pelo setor produtivo e autoriza a estocagem, por 60 dias, de produtos destinados à China, já em contêineres, produzidos antes de 4 de setembro”, afirmou o ministério em nota.

 

Foto de capa: Cleber Davidson

Compartilhar

Últimas Notícias