Agricultura

Milho no MT em queda na última semana, diz Imea

Instituto estima que a valorização cambial de 4,39%

20/05/2020 - 10:15 | Por Imea - | Siga-nos no Google News

O Imea divulgou na última semana o custo de produção para o milho safra 20/21 em Mato Grosso. O Instituto estima que a valorização cambial de 4,39% em abril refletiu na elevação dos preços dos insumos importados, como macronutrientes e fungicidas, que vieram a apresentar aumento de 4,66% e 10,61%, respectivamente, em relação ao último relatório. Assim, os custos variáveis são estimados em R$ 2.565,93/ hectare, aumento de 2,90% ante o mês de março.

Do mesmo modo, os custos operacionais também aumentaram 2,93% em relação ao mês anterior, impactados com a valorização do arrendamento da terra no estado. Desta maneira, o produtor deve ficar atento quanto as variações das suas margens de produção para que consiga cobrir os custos com a lavoura de milho, que tem o ponto de equilíbrio estimado a uma média de R$ 20,29/sc para MT.

O indicador Imea – MT fechou em queda de 1,28% na média semanal, cotado a R$ 39,10/ saca, após melhora nas condições climáticas no estado. O preço do milho em Chicago aliviou as perdas na semana e encerrou cotado na média de US$ 3,20/bu, representando alta de 1,99% ante a semana anterior. Com possíveis perdas na safrinha brasileira, os preços do milho no Cepea fecharam a semana em alta de 1,98%, ficando cotados a média de R$ 50,28/sc.

Após incertezas no cenário político brasileiro e crescimento dos casos de Covid-19, o dólar finalizou a semana em alta de 3,46% ante a semana anterior e fechou cotado na média de R$ 5,88/US$

Compartilhar

Últimas Notícias