Agricultura

Soja brasileira com bom ritmo no mercado internacional

Disputa entre compradores impulsionou preço

23/03/2020 - 10:27 | Por Thalya Godoy - SBA | Siga-nos no Google News

De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a disputa entre compradores domésticos e internacionais pela soja brasileira esteve mais acirrada nos últimos dias, cenário que elevou os prêmios de exportação da oleaginosa no Brasil. Desvalorizações externas e a sinalização de paralisação dos embarques argentinos também elevaram os valores dos prêmios. 

Além disso, o dólar em alta favorece as exportações nacionais – a moeda norte-americana se valorizou 4% em uma semana, com encerramento em R$ 5,049 na última sexta-feira (20). Segundo colaboradores do Cepea, indústrias processadoras sinalizam ter baixo estoque do grão e a necessidade de adquirir novos lotes em curto prazo, inclusive com preocupação de que o ritmo de exportação ganhe fôlego nos próximos meses, reduzindo a disponibilidade interna. 

Alguns vendedores já estão ofertando lotes de soja acima de R$ 100,00 nos portos brasileiros, o que tem feito com que a indústria eleve sua opção de compra, na tentativa de garantir novos lotes. Assim, entre 13 e 20 de março, ambos os Indicadores ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) e CEPEA/ESALQ Paraná subiram 4,9%, com respectivos fechamentos a R$ 96,70/sc de 60 kg e a R$ 90,16/sc na sexta-feira. De acordo com colaboradores do Cepea, o ritmo de negociação no spot só não está mais intenso devido às dificuldades logísticas nos portos e à baixa oferta de caminhão no País.

 

Informações por Cepea

Compartilhar

Últimas Notícias