Importações de carne suína pela China cresceram mais de 150%

País é o maior consumidor global da carne e sofreu com a falta do produto devido a peste suína africana

23/12/2019 - 16:00 | Por Pâmela Machado* - SBA | Siga-nos no Google News

Segundo informações da Reuters, as importações de carne suína pela China em novembro cresceram mais 150%, na comparação com o mesmo período de 2018. O índice é o maior alcançado desde 2016. A principal motivação para o crescimento é que o país sofre com a falta de oferta doméstica, devido a peste suína africana e é o maior consumidor global da proteína. Alta também foi registrada no comparativo com o mês anterior, de cerca de 30%, de acordo com números divulgados pela Administração Geral de Alfândegas nesta segunda-feira (23). 

O país Chinês iniciou uma série de medidas para impulsionar a produção de suínos e abriu seu mercado para novas fontes de carne, com o objetivo de cobrir a falta de oferta. As importações de frango alcançara, as 77,89 mil toneladas em novembro e tiveram crescimento de 70,9% na comparação com o mesmo período do ano passado. No caso da carne bovina, popular entre a classe média chinesa, as importações alcançaram 186,9 mil toneladas e cresceram  79,3% na mesma comparação.

Com informações da Reuters

*Texto com supervisão de Douglas Ferreira

Compartilhar

Últimas Notícias