Tecnologia agiliza processamento de dados sobre inventário de florestas e volume de madeira

Recurso foi produzido pela Embrapa e está em funcionamento no Serviço Florestal Brasileiro

01/10/2019 - 09:03 | Por Thalya Godoy* - SBA

Tecnologia produzida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) permite fazer em três horas a medição de volumes de madeira em florestas que levaria três semanas para ser realizada de modo manual. A metodologia automatizada adequa-se a diferentes demandas do manejo de florestas e permite voos para a coleta de dados em grandes extensões com o uso de drones, conhecidos como veículos aéreos não tripulados (VANTs).

Com o recurso, é possível ter modelos 3D de alta precisão, com maior rapidez e baixo custo, para diferentes finalidades, com o uso de combinações de imagens aéreas sequenciais. A metodologia foi implantada no Serviço Florestal Brasileiro (SFB), auxiliando técnicos no monitoramento de concessões.

Entre os testes da tecnologia, para realizar um cálculo manual que precisaria de três profissionais e 21 dias, o trabalho levou 16 minutos de sobrevoo e três horas de processamento das informações coletadas com o uso de drones. O exame foi realizado na volumetria de 25 mil metros cúbicos, o que equivale aproximadamente a 800 caminhões de madeira em toras.

Com informações da Embrapa

 

*Texto supervisionado por Douglas Ferreira
 

Compartilhar

Últimas Notícias