Exportações de peixes aumentam 10% em 2021

De janeiro a setembro, Brasil exportou US$ 12,8 milhões em produtos da piscicultura

18/10/2021 - 12:33 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

As exportações brasileiras da piscicultura nos três primeiros trimestres deste ano já são 10% maiores do que as verificadas em todo 2020. No ano passado, as exportações totalizaram U$ 11,7 milhões, um valor 4,4% superior ao verificado no ano anterior. Já nos nove primeiros meses de 2021 (de janeiro a setembro), o país exportou produtos da atividade no valor total de U$ 12,8 milhões.

O terceiro trimestre deste ano teve valores financeiros 71% maiores do que os verificados no mesmo período de 2020. “Acredito que as exportações de 2021 podem apresentar um crescimento de pelo menos 15% comparadas com as do ano passado”, projeta Manoel Pedroza, pesquisador da Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas, TO) na área de economia aquícola.

Tilápia é destaque

Um dos dados que chamam a atenção é a liderança já consolidada da tilápia como principal espécie exportada. Apenas de julho a setembro deste ano, foram U$ 4,9 milhões, e somando-se os três trimestres, as exportações brasileiras de tilápia chegaram a U$ 10,9 milhões, que significaram 85% do valor de todo o peixe exportado pelos produtores brasileiros no período.

Os Estados Unidos foram o destino de 54% dos peixes exportados pelo Brasil neste ano. Em valores financeiros: U$ 7 milhões. Na sequência, vem a China, com mais de U$ 1,5 milhão ou 12% das exportações brasileiras. Comparando-se o terceiro e o segundo trimestres deste ano, houve crescimento de 43% nos valores das exportações da piscicultura brasileira.

“Quanto ao mercado dos Estados Unidos, acredito que poderá haver uma diversificação dos destinos, o que pode reduzir a dependência das vendas para esse país. Por exemplo, temos verificado um aumento das exportações para países sul-americanos como Peru, Colômbia e Chile, que juntos já importam mais de 20% dos embarques da piscicultura”, projeta o pesquisador da Embrapa.

 

Foto de Capa: Wenderson Araújo/CNA.

Compartilhar

Últimas Notícias