Saúde

Governo de Tocantins alerta sobre aglomeração de equídeos para evitar mormo

Estado registrou desde o início do ano 17 casos positivos da doença

05/10/2021 - 11:37 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) de Tocantins voltou a reforçar a importância da Portaria nº 165, de 17 de junho de 2021, que trata da suspensão de eventos equestres e aglomeração de equídeos (asininos, equinos e muares), devido aos casos de mormo registrados nos municípios de Filadélfia e Nova Olinda. 

A portaria está em vigor e deve ser observada pelos organizadores de eventos com a retomada de exposições agropecuárias em alguns municípios do estado.

Entre janeiro e setembro deste ano, foram registrados 17 casos positivos de mormo no Tocantins.

Estão suspensas as cavalgadas, tropeadas e quaisquer eventos dessa natureza nos municípios de Araguaína, Pau D’arco, Bandeirante, Colinas do Tocantins, Babaçulândia, Barra do Ouro, Goiatins e Palmeirante, que são limítrofes a Filadelfia e Nova Olinda.

Os eventos que são registrados, autorizados e fiscalizados pela Adapec poderão ser realizados.

O mormo é uma zoonose infectocontagiosa e entre os sintomas nos equídeos estão nódulos nas narinas, corrimento purulento, pneumonia, febre e emagrecimento. 

Existe também a forma assintomática, na qual os animais não apresentam sintomas, mas possuem a enfermidade.

Em caso de suspeita de mormo, a orientação é isolar o animal imediatamente e comunicar à agência de defesa agropecuária estadual para que sejam feitos os exames clínicos e laboratoriais.

 

Foto de capa: Governo de Tocantins

Compartilhar

Últimas Notícias