Economia

Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 8,45%

Esta é a 25ª elevação consecutiva do Índice

27/09/2021 - 10:59 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O mercado financeiro prevê aumento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, de 8,35% para 8,45% neste ano. A estimativa está no Boletim Focus de hoje (27), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com a projeção para os principais indicadores econômicos. Esta é a 25ª elevação consecutiva na projeção.

Para 2022, a estimativa de inflação é de 4,12%. Para 2023 e 2024, as previsões são de 3,25% e 3%, respectivamente.

Em agosto, puxada pelos combustíveis, a inflação subiu 0,87%, a maior inflação para o mês desde o ano 2000, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Assim, o indicador acumula altas de 5,67% no ano e de 9,68% nos últimos 12 meses, o maior acumulado desde fevereiro de 2016, quando o índice alcançou 10,36%.

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros (Selic) que foi elevada na semana passada de 5,25% ao ano para 6,25% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic encerre 2021 em 8,25% ao ano, mesma projeção da semana passada.

Para o fim de 2022, a estimativa é que a taxa básica suba para 8,50% ao ano. E para 2023 e 2024, a previsão é 6,75% e 6,50% ao ano, respectivamente.

As instituições financeiras consultadas pelo BC mantiveram a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano em 5,04%. 

Para 2022, a expectativa para Produto Interno Bruto (PIB) é de crescimento de 1,57%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 2,20% e 2,50%, respectivamente.

 

Com informações Agência Brasil.

Compartilhar

Últimas Notícias