Agricultura

Geadas e baixas temperaturas prejudicam lavouras, diz Conab

Condições climáticas causaram alta nas frutas e hortaliças

16/09/2021 - 15:19 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

As baixas temperaturas e geadas entre julho e agosto prejudicaram as lavouras que estavam se desenvolvendo, refletindo na alta do valor das frutas e hortaliças no mercado interno. A informação foi divulgada no Boletim do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), publicado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta quinta-feira (16). 

Segundo o boletim, a batata teve os maiores índices de aumento em todas as Centrais de Abastecimento, com exceção do Acre. A redução de aproximadamente 4% da oferta da hortaliça ocasionou a alta de preços, no Paraná as quedas sucessivas a partir de janeiro chegaram aos níveis mais baixos do ano. Na Bahia e em Goiás a redução também foi expressiva em -35% e -37%, sucessivamente.

A oferta de cenoura em São Paulo cresceu e gerou queda nos preços, assim como na região de São Gotardo (MG) cuja alta foi de 20%.  

As hortaliças vendidas na  Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) que apresentaram redução na média de preços foram: o gengibre (-36%), a couve-flor (-18%), a alcachofra (-16%), o brócolis (-12%) e a abóbora (-10%).

As frutas com os maiores aumentos foram o mamão e a banana, que em Belo Horizonte (MG) a alta foi de 40,85% e 32,43% em Vitória (ES), seguidos do aumento na laranja, melancia e da maçã com leves variações.

Em agosto o preço das demais hortaliças oscilou entre altas e baixas e praticamente todas as frutas no atacado subiram.

Com informações da Conab.

Compartilhar

Últimas Notícias