Economia

Em junho famílias aumentaram o consumo em 4%, diz Abras

Pagamento de auxílio emergencial, imposto de renda e 13º para aposentados estão ligados ao aumento

13/08/2021 - 10:10 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

De acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o consumo de produtos alimentícios pelas famílias, cresceu em 4% nos seis primeiros meses do ano, comparados ao mesmo período de 2020. O Índice Nacional de Consumo nos Lares Brasileiros apresentou queda de 0,68% em comparação com julho de 2020 e 2021.

Segundo o vice-presidente Administrativo e Institucional da Abras, Marcio Milan, a alta no consumo das famílias brasileiras está associada ao pagamento do 13º para aposentados, acerto do segundo lote da restituição do Imposto de Renda e prorrogação do auxílio emergencial. Além disso, as expectativas para 2021 são de aumento de 4,5% no consumo das famílias.

Milan diz que o cenário positivo, deve-se também a melhora na economia devido ao avanço da vacinação contra a Covid-19. O vice-presidente acrescenta que as empresas do setor de supermercado e hipermercados estão otimistas e aumentando os investimentos, no primeiro semestre do ano o setor abriu 60 lojas no Brasil.

Inflação

Em pesquisa feita pela Abras, as cestas básicas que possuem os 35 produtos mais comercializados entre alimentos, cerveja e produtos de higiene, subiram 22,1% em julho de 2021 na comparação com o mesmo mês em 2020, com valor estimado em R$ 662,12.

Em razão do aumento nos valores, os consumidores estão procurando alternativas mais econômicas. “O consumidor acaba optando por outras marcas para poder exatamente olhar o seu bolso”, disse Milan.

 

Com informações da Agência Brasil / Foto de capa: Tânia Rêgo

Compartilhar

Últimas Notícias