Pesquisa e Produção

Programa de investimentos do Governo inclui Florestas Nacionais e armazéns da Conab

Concessões florestais também foram inclusas no programa

28/04/2021 - 10:59 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News
Arvores de araucária, facilmente encontradas no sul do país
Foto: Edelberto Gebauer - Embrapa

A inclusão de novos projetos vinculados ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na carteira de investimentos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), foi aprovada pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimento (CPPI) ontem, terça-feira (27). A responsável pela pasta, Tereza Cristina participou da reunião.

Para elaborar os modelos de parceria, serão estudados 205 imóveis do portfólio de ativos imobiliários da Campanha Nacional de Abastecimento (Conab). Trabalhando em colaboração, a Secretaria especial do PPI e a Conab, irão identificar os tipos de ações com o setor privado que otimizem a operação dos armazéns, bem como na melhora da continuidade dos serviços. São 180 armazéns, do tipo convencional e de granel, e 25 imóveis de campanha.

“Isso é novo e demonstra que os ministros têm pensado fora da caixa para atrair investimentos, reduzir despesas e ganhar eficiência. Essa foi uma proposta da ministra Tereza, da Agricultura. São 205 armazéns espalhados pelo Brasil todo, que vamos estudar no âmbito do PPI para avaliar o que pode ser vendido e o que poderia ser concedido naquilo que a gente ainda precisa no desenvolvimento de alguma política pública”, afirmou a secretária especial do PPI, Martha Seillier.

Concessões abrangendo a prática de manejo florestal e silvicultura de espécies nativas visando a exploração de produtos madeireiros, não madeireiros e serviços também foram inclusos no PPI. As Florestas Nacionais (Flonas) de Chapecó, Irati e Três Barras são algumas das incluídas.

"É um projeto interessante e inovador, que vai permitir que o Serviço Florestal, dentro do escopo dessas concessões, apoie a implantação e o desenvolvimento de pesquisas com silvicultura de espécies nativas", diz o diretor de Concessão Florestal e Monitoramento do Serviço Florestal Brasileiro, Paulo Carneiro, que também participa do projeto de exploração turística dessas três Flonas. 


Com informações Mapa

Compartilhar

Últimas Notícias