Agricultura

Demanda firme e incertezas sobre a produção devem limitar quedas no preço do milho

Expectativa é de preços estáveis no mercado de milho, aponta a Scot Consultoria

04/02/2021 - 08:29 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

De acordo com informações da Scot Consultoria, em Campinas (SP), os preços de referência para o milho seguiram mais frouxos ao longo de janeiro/21 e primeiros dias de fevereiro/21, acompanhando os recuos do dólar frente ao real, as chuvas mais regulares no Sul do país e o aumento da oferta do cereal no mercado brasileiro, com o início da colheita do milho de primeira safra ou milho de verão.

A Scot Consultoria destaca, no entanto, que as incertezas com relação à produção no ciclo atual e o baixo interesse do vendedor em negociar nesse momento limitaram as quedas.

Segundo levantamento da entidade, na região de Campinas (SP), a referência está em R$ 85,00 por saca de 60 quilos, frente aos R$ 87,00 por saca no início desse ano.

Para o curto prazo, se o dólar seguir em patamares mais baixos, com o avanço da colheita da safra de verão e aumento da disponibilidade interna, a expectativa é de que os preços sigam andando mais de lado e pontualmente, não estão descartadas quedas nas cotações devido à maior pressão de venda com a colheita.

A demanda firme e as incertezas com relação à produção, analisa a Scot Consultoria, deverão limitar as quedas no mercado interno.

 

Informações por Scot Consultoria

Compartilhar

Últimas Notícias