Piscicultura

Pesque e Solte está liberada nos rios Paraguai e Paraná

Nenhum peixe pode ser retirado dos rios nesse período, com exceções previstas em lei

02/02/2021 - 12:35 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

Desde ontem, segunda-feira (1º) está liberada a modalidade Pesque e Solte nas calhas dos rios Paraguai e Paraná, conforme descreve o Decreto Estadual n. 15.166, de 21 de fevereiro de 2019. O período de defeso das espécies, entretanto, continua vigente em todo Estado até dia 28 de fevereiro. Nenhum peixe pode ser retirado dos rios nesse período, a não ser nas exceções previstas em lei.

De acordo com a coordenadora da Unidade de Recursos Pesqueiros do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Fânia Campos a modalidade está liberada somente nas calhas dos rios citados. O Pesque e Solte não afeta a Piracema, nos rios onde é liberada. Os peixes iniciaram a subida, desta forma já fizeram desova.

Os ribeirinhos e populações tradicionais que precisam da proteína do peixe para manutenção de suas vidas podem capturar até três quilos ou um exemplar de qualquer peso ao dia, respeitando as medidas permitidas. Porém não podem comercializar em hipótese alguma.

Nos Lagos das Usinas do Rio Paraná, o pescador amador pode capturar 10 quilos mais um exemplar de peixes exóticos e não nativos da bacia, tais como: tucunaré, corvina, tilápia, bagre africano, porquinho etc.

 

Com informações Semagro

Foto de capa: Wenderson Araujo (CNA)

Compartilhar

Últimas Notícias