Previsão do Tempo

Regiões do Brasil registram grandes volumes de chuvas

Fenômeno ocorre pelo corredor de umidade que vem da Amazônia e mais área de baixa pressão atmosférica entre o norte da Argentina e o oeste do RS

27/01/2021 - 14:19 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

A manhã desta quarta-feira (27) foi de temporais na região oeste do Rio Grande do Sul. O fenômeno ocorre em virtude do corredor de umidade, que vem da Amazônia e mais uma área de baixa pressão atmosférica entre o norte da Argentina e o oeste do RS. De acordo com o boletim da Somar Meteorologia também foram registradas pancadas fortes de chuva entre o Pará, Amapá e Goiás.

O tempo está firme e com céu limpo em parte da região Sudeste, como por exemplo: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Nordeste e Centro-Oeste da Bahia. Na cidade de São Paulo o dia começou aberto e com sensação de calor. Mínima de 20,7ºC e máxima de 26ºC.

Sul

Na quarta (27) o destaque é no Rio Grande do Sul, com formação de um sistema frontal, composto por uma frente fria e um ciclone extratropical entre Uruguai e Rio Grande do Sul. Esse sistema provoca chuva volumosa e fortes temporais no estado gaúcho, em particular nas áreas de Fronteira Gaúcha, Campanha gaúcha, região sul e parte da região central.

Nessas regiões as rajadas de ventos devem passar dos 90 km/h e há condição para quedas de árvores e outros transtornos. 

Na quinta-feira (28), a frente fria que durante a sua formação, causou temporais na quarta (27) no RS e SC, avança para o oceano e ajuda a canalizar a umidade da Amazônia, provocando chuva mais volumosa (com acumulados de mais de 70mm) e temporais e com elevado risco para transtornos (como deslizamento de terra, enxurrada, e alagamentos), para o norte gaúcho, toda Santa Catarina e oeste e sudoeste, sul e centro do Paraná.

Sudeste

O calor predomina a região com fortes pancadas de chuva em São Paulo e parte de Minas Gerais, como no sul, oeste e no Triângulo Mineiro, no extremo oeste do Rio de Janeiro, e no extremo leste do Espírito Santo. A chuva é isolada, mas pode ocasionar transtorno pontuais.

No oeste paulista a previsão é de temporais mais fortes, com queda eventual de granizo, rajadas de mais de 50 km/h. Em boa parte do Rio de Janeiro, incluindo a capital, o tempo firme predomina.

Na quinta (28), segue a condição para chuva entre o estado de São Paulo e Triângulo e sul Mineiro. Os acumulados mais elevados de chuva estão previstos no litoral sul paulista e na Baixada Santista, além de toda a faixa oeste paulista, todos com riscos de alagamentos e deslizamentos de terra.

Centro-Oeste

Na quarta (27), temporais ganham força na região de Mato Grosso do Sul, em especial na fronteira com o Paraguai, que chove ao longo do dia, inclusive com potencial para queda de granizo pontual. Há previsão de rajadas de ventos de mais de 70 km/h no estado.

Outras áreas da região segue a condição de calor e chuva em forma de pancadas isoladas no período da tarde, com trovoadas, mas grandes acumulados. Em Goiás e no Distrito Federal há risco de rajadas de vento fortes e até eventuais quedas de granizo.

Quinta (28) a chuvas seguem espalhadas pela região, mas com acumulados mais elevados na metade sul de MS, onde há previsão de transtornos, como alagamentos e deslizamentos em áreas de risco.

Nordeste

Quarta (27) a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) influencia parte do norte do Nordeste e provoca chuva volumosa pelo Maranhão. A borda do Vórtice Ciclônico nos Altos Níveis da Atmosfera (VCAN), também ajudará a trazer pancadas de chuva, com raios e ventos, entre o oeste e norte do Piauí e do Ceará, de maneira mais isolada no leste da Bahia até o leste da Paraíba.

Na quinta (28), uma massa de ar seco continua a manter o tempo aberto, quente e com índices de umidade relativa do ar mais baixos no período da tarde, desde o oeste e centro da Bahia até o sertão e agreste de Pernambuco, e sul do Ceará e centro da Paraíba.

Norte

A previsão para esta quarta (28) é de acumulados altos de chuva no leste do Amazonas, Pará e Amapá, com condição para temporais isolados no decorrer do dia. Isso se deve ao calor, e alta umidade, e no norte do Pará e no Amapá, a precipitação se deve à Zona de Convergência Intertropical.

Na quinta (28), tempo seco ainda em grande parte de Roraima, com temperaturas muitos elevadas. Em parte do sudeste do Tocantins o tempo volta a abrir, por causa da presença de uma massa de ar seco no Nordeste do Brasil.

 

Com informações Somar Meteorologia

Compartilhar

Últimas Notícias