Agricultura

Publicação traz resultados do retorno econômico do milho safrinha 2021 em MS

Análise foi realizada pela Embrapa Agropecuária Oeste, localizada em Dourados (MS)

12/01/2021 - 13:59 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

De acordo análise do comunicado técnico “Viabilidade econômica da cultura do milho safrinha 2021, em Mato Grosso do Sul”, realizado pela Embrapa Agropecuária Oeste, o cultivo do milho safrinha é uma atividade de alto risco, principalmente, quando semeado fora do período recomendado pelo zoneamento agrícola de risco climático. 

Em períodos de incertezas, as preocupações se voltam para as condições climáticas, oscilações dos preços de comercialização e do custo de produção.

Do ponto de vista climático, para cultivo de milho safrinha, Mato Grosso do Sul pode ser dividido em três regiões. A região Sul, onde tem chuvas distribuídas ao longo do cultivo, mas tem risco de geadas. 

A região Norte, com chuvas mais definidas, porém com risco de seca no final do ciclo, e a região Central, com risco de seca e/ou geada. 

Nessa análise, considerando as condições climáticas e econômicas, o Estado foi caracterizado em região Norte e Centro-Sul, com o objetivo de auxiliar o produtor na apuração e avaliação dos resultados econômicos que podem ser obtidos com o milho safrinha em 2021.

Analisou-se os sistemas de produção de acordo com a representatividade da região produtora e níveis tecnológicos: 1) na região Norte, utilizou-se milho híbrido geneticamente modificado, com a introdução de genes específicos de Bacillus thuringiensis (Bt) e outro com milho híbrido geneticamente modificado, com a introdução de genes Bt e Roundup Ready (Bt + RR), ambos em cultivo solteiro; 2) na região Centro-Sul optou-se por milho híbrido Bt, cultivo solteiro e em consórcio com Brachiaria ruziziensis e outro com milho híbrido Bt + RR, em cultivo solteiro.

Região norte 
A soma de todos os componentes que compõem o custo total, para a safrinha de milho 2021, na região norte, atinge, por hectare, R$ 3.118,19 e R$ 3.256,98, com o milho Bt e com o milho Bt + RR, respectivamente.

Região centro-sul 
A soma de todos os componentes que compõem o custo total, para a safrinha de milho 2021, na região centro-sul, atinge, por hectare, R$ 2.438,22 com o milho Bt, R$ 2.658,49, com o milho Bt + RR e R$ 2.505,99 com o milho Bt consorciado com B. ruziziensis 

Confira por aqui mais detalhes sobre a publicação.

 

Informações por Embrapa

Compartilhar

Últimas Notícias