Pecuária

Mercado do boi e vaca gorda seguem em valorização

12/08/2020 - 17:02 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

De acordo com informações do Imea, no mês de julho, foi realizado o segundo levantamento das intenções de confinamento neste ano no Mato Grosso (MT). No primeiro estudo, foi constatado alta de 11% na quantidade de cabeças que poderão ser confinadas em 2020, totalizando 641,07 mil bovinos.

Esta quantidade ainda é 22,22% inferior do que a de 2019. Além da menor disponibilidade de bovinos em 2020, o gap de animais do primeiro ciclo, quando geralmente há bons volumes de gado na entrada da seca, permitiu a valorização da arroba e animou alguns confinadores.

Ainda conforme o Imea, foi observado que nem todos conseguiram mudar de estratégia a curto prazo, uma vez que a maior parte dos incrementos foi dos grandes confinadores.

Entre um levantamento e outro houve a desativação de 12 propriedades, principalmente de pequeno porte, o que demonstra a dificuldade de se sustentarem na atividade, devido aos elevados custos de produção.

O mercado do boi e da vaca gorda teve mais uma semana de valorizações. O boi gordo teve uma variação positiva de 1,94%, com preço médio de R$ 195,84/@. Já a vaca teve um aumento de 1,58% e ficou na média de R$ 184,17/ @. No comparativo semanal, a escala de abate teve um aumento de 0,20 dia, ficando próxima dos patamares de 6,60 dias.

No atacado, a pouca oferta de animais e a preocupação de abastecer o varejo para o fim de semana fizeram com que o equivalente físico fechasse a semana passada em alta. Com isso, a média ficou em R$ 191,82/@, uma valorização de 2,42% em relação à semana anterior.

Com a elevação da arroba do boi gordo, somada a um leve aumento na cotação do bezerro de ano, a relação de troca boi/bezerro fechou a semana passada em 1,80 cab./cab., alta de 0,96% no comparativo semanal.

 

Com informações do Imea

Compartilhar

Últimas Notícias