Agricultura

Estudo da Conab aponta que poucas chuvas beneficiam a cultura do algodão e do milho em Matopiba

Levantamento está no Boletim de Monitoramento Agrícola realizado pela entidade

23/07/2020 - 17:58 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

A região central do país e de Matopiba, formada por Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, foram marcadas pela ausência de precipitações na primeira quinzena deste mês. Esta condição é recorrente nesta época do ano e favorece a maturação e a colheita do algodão e do milho segunda safra nas principais regiões produtoras. Estas análises estão presentes no Boletim de Monitoramento Agrícola, divulgado esta semana pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O estudo mostra, no entanto, que no estado de Mato Grosso do Sul, as lavouras ainda necessitam de chuvas, pois estão na fase de enchimento dos grãos e passam por estresse hídrico em função da baixa umidade no solo. Isso significa que a redução de umidade do solo, durante os períodos críticos do desenvolvimento das lavouras, impactará no resultado final da produtividade.

Na região do Sealba, que abrange Sergipe, Alagoas e Bahia, as chuvas frequentes têm favorecido o desenvolvimento do milho terceira safra. O excesso de precipitações causou, entretanto, atraso na evolução da semeadura do trigo e na colheita do milho segunda safra na região Sul do Brasil.

Acesse aqui o boletim completo.

 

Informações por  Conab

Compartilhar

Últimas Notícias