Assista agora:
Mercado

Primeiro reconhecimento de equivalência ao Sistema de Inspeção de Insumos Pecuários é concedido ao MT

Sisbi-PEC busca padronizar e harmonizar os procedimentos de inspeção e fiscalização dos insumos utilizados na pecuária brasileira

13/07/2020 - 12:02 | Por Mapa - | Siga-nos no Google News

O serviço de inspeção e fiscalização de insumos pecuários do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) é o primeiro no país a obter o reconhecimento de sua equivalência e adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Insumos Pecuários (Sisbi-PEC), concedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O reconhecimento está na Portaria nº 116, publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (13).

O Sisbi-PEC faz parte do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa) e busca padronizar e harmonizar os procedimentos de inspeção e fiscalização de insumos pecuários, executados pelos entes partícipes do sistema, para assegurar a inocuidade, a identidade e a qualidade dos insumos utilizados na pecuária brasileira.

Com a adesão, o serviço oficial amplia sua capilaridade e capacidade de fiscalização, onde o Indea-MT ganha maior autonomia e se habilita a pleitear ao Mapa transferências de recursos para fortalecimento desse trabalho. As revendas de insumos pecuários e prestadores de serviços para reprodução animal ganham celeridade nas autorizações necessárias para o funcionamento regular. Por sua vez, os pecuaristas podem esperar maior segurança quanto à manutenção dos produtos ofertados no comércio.

O processo para reconhecimento do serviço de inspeção e fiscalização de insumos pecuários exigiu um trabalho conjunto realizado pelas equipes dos Departamentos de Suporte e Normas, de Inspeção de Produtos de Origem Animal, e de Saúde Animal, com permanente interação com a Divisão de Defesa Agropecuária, na Superintendência Federal de Agricultura do Mato Grosso e o Indea-MT.

“Este é um passo muito importante para manter e ampliar a competitividade dos insumos pecuários e proteger os processos produtivos dos produtos de origem animal brasileiro. Trabalharemos para alcançar a adesão de todos entes estaduais”, diz o secretário substituto de Defesa Agropecuária, Márcio Rezende.

Compartilhar

Últimas Notícias