Agricultura

Valorização do dólar e retração de vendedores impulsiona cotações do café brasileiro

Alta para o arábica e robusta foi de 5,7% e 4,9% na comparação semanal, respectivamente

01/07/2020 - 11:21 | Por Cepea - | Siga-nos no Google News

De acordo com informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), os preços dos cafés arábica e robusta avançaram na última semana, impulsionados pela alta do dólar e pela retração de boa parte dos vendedores. Ainda assim, os valores mais elevados permitiram o fechamento de alguns negócios, especialmente, do robusta.

No começo desta semana, os preços domésticos seguiram em alta, ainda influenciados pelo cenário cambial e pelas valorizações externas dos cafés arábica e robusta que, por sua vez, subiram diante de preocupações quanto ao impacto do clima no Brasil.

Nessa terça-feira (30), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, posto na capital paulista, fechou a R$ 507,79/saca de 60 kg, elevação de 5,7% frente à terça passada (23).

Quanto ao dólar, fechou a R$ 5,44, valorização de 5,7% no mesmo comparativo. 

Para o robusta, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 a R$ 352,57/sc nessa terça-feira, alta de 4,9% frente ao dia 23.

Compartilhar

Últimas Notícias