Pecuária

Animais devem ser padronizados no confinamento

Um confinamento com 100 cabeças é considerado pequeno

13/04/2020 - 11:13 | Por Kaile Rodrigues - SBA | Siga-nos no Google News

O primeiro alerta para quem planeja montar um confinamento é de que confinamento sozinho não vale a pena. O correto é fazer um confinamento integrado  com lotações maiores, a técnica ajuda a ter resultados na seca aliviando as pastagens. Os custos fixos de um confinamento muito pequeno, se tornam caros. Um confinamento com 100 cabeças é considerado pequeno, no caso um piquete suporta os animais. 
Vale lembrar que qualquer cocho pode ser utilizado no sistema, porém o  recomendado é aquele tipo J de concreto,  que tem o fundo maior que a frente, o que impede que o animal jogue a ração para fora do cocho,  evitando o desperdício do principal produto do confinamento. Solução em concreto que representa funcionalidade, durabilidade e economia. 
O tamanho dos animais devem ser parecidos para a competição ser justa, o grau de terminação que é o quanto cada animal tem de gordura precisa ser semelhante, para tentar tirar o lote de uma vez só.

Em relação a dieta é indicado ter na fazenda a parte fibrosa/volumosa, que é a cana-de-açúcar, silagem de milho, sorgo, capim, ou até um volumoso comprado fora , como o bagaço cru de cana, caso o confinamento  esteja perto de alguma usina. Os elementos concentrados como os núcleos vitamínicos,  aditivos devem ser listados. Na verdade não existe uma receita pronta para montar um confinamento, o que existe é orientações baseadas em planejamento. 
 

Compartilhar

Últimas Notícias