Agricultura

Novo levantamento de cooperativas aponta perdas de 47% na safra de soja gaúcha

Dados foram levantados nas regiões de abrangência de mais de 20 cooperativas

06/04/2020 - 16:07 | Por Anelise Nicolodi - SBA | Siga-nos no Google News

Criada para desenvolver e compartilhar o conhecimento entre cooperativas agropecuárias, a Rede Técnica Cooperativa (RTC) reuniu dados de várias regiões do Rio Grande do Sul para elaborar um novo levantamento sobre as perdas na safra de soja do Estado. Os números atualizados neste mês de abril apontam para perdas de 47,2%. O percentual é 0,6% superior em ralação ao último levantamento, realizado durante a primeira quinzena de março. 

Os números foram coletados em 22 cooperativas agropecuárias gaúchas, vinculadas ao projeto da RTC, que juntas representam cerca de 3 milhões de hectares da cultura no Rio Grande do Sul.

Conforme o gerente de pesquisa e tecnologia da CCGL, Geomar Corassa, a safra de soja estimada no Rio Grande do Sul era de 19 milhões e 800 mil toneladas e produtividade de 3.300 kg/ha. "Hoje com essas perdas consolidadas o Estado deve colher uma safra ao redor de 10 milhões e 500 mil toneladas. É importante mencionar que essa é uma média, uma média ponderada, de um levantamento realizado pela RTC, da qual participaram 22 cooperativas que são vinculadas a esse projeto, mas que existem regiões, a própria região de Cruz Alta, onde as perdas ultrapassam 60%, chegando a 75% de perdas", comenta Corassa.

Segundo a Emater/RS a colheita da soja alcança 58% dos 5.964.516 hectares semeados. Em Tupanciretã, com a maior área de soja plantada no Estado, já foram colhidas mais da metade das lavouras, e a produtividade média está abaixo dos 1.800 quilos por hectare.

Com o aumento de perdas na cultura devido à estiagem, a solicitação de perícias para cobertura de Proagro é crescente. Até 1º de abril, a Emater/RS-Ascar realizou 4.530 laudos de Proagro de soja. Nas vistorias há constatação de lavouras onde as plantas praticamente morreram devido ao estresse hídrico e às temperaturas altas.

Compartilhar

Últimas Notícias