Pecuária

Pandemia da Covid-19 gera incertezas no mercado leiteiro

Medida Provisória do Governo Federal deve minimizar impactos na cadeia produtiva

26/03/2020 - 12:40 | Por Vinicius Souza - SBA | Siga-nos no Google News

O agronegócio, assim como todos os setores produtivos do mundo, se encontra em um momento de incertezas, causado pela pandemia da Covid-19. O Brasil, um país de alto potencial agrícola, assim como todo o mundo, vive um momento incerto sobre os impactos que a doença pode causar a curto e longo prazo.

No setor leiteiro não é diferente, existe uma preoupação sobre o mercado. Evandro Guimarães, da Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro falou com a nossa equipe sobre esse momento, em que segundo ele, os pequenos e médios produtores enfrentam resistência na mão de obra. “Não se sabe ainda como a produção vai ser afetada, em que prazo. Sem material sanitário e rações, os pequenos tendem a sacrificar suas matrizes e a reposição é a médio prazo, as incertezas são de vários lados. Algo precisa ser diretamente endereçado ao produtor de leite, para redução das incertezas", comentou.

 

Evandro Guimarães, presidente da ABCGIL.
Foto: Divulgação ABCGIL

Ele ainda falou sobre o risco do desabastecimento no Brasil, já que boa parte da população teme que possam faltar produtos alimentícios nos mercados. “No Brasil consumimos praticamente o que produzimos, assim pode sim faltar, mas a importação de leite em pó pode amenizar. No mínimo corremos o risco de uma desorganização do abastecimento”, afirma.

Em contrapartida,  Evandro pontua que desconhece medidas que possam minimizar os impactos da Covid-19 quando a pergunta se estende ao trabalho do pequeno produtor. “Na produção de leite? não conheço nenhuma, só medidas muito gerais sobre liquidez nos Bancos, créditos bilionários, coisas na estratosfera, isso não chega, não desce até o pequeno e médio produtor. Nenhuma ajuda chegará ao produtor de leite se não houver medidas efetivas para que os recursos efetivamente cheguem ao produtor de leite” pontua.

 

MP 927 deve minimizar impactos na cadeia produtiva

O Presidente da ABRALEITE, Associação dos Produtores de Leite do Brasil, Geraldo Borges, em conversa com a equipe do Canal do Boi, comentou sobre as consequências do anúncio da Medida Provisória 927 e o decreto presidencial, que visam minimizar os impactos causados pelo Covid-19. “Esse decreto foi atendido, e dentre várias coisas atende a demanda em diminuir uma série de tributos e encagros sociais, onde o governo já atendeu uma suspensão temporária do pagamento do FGTS e isso vai aliviar um pouco para os produtores que sentiram muito com essa crise”, finaliza.

Compartilhar

Últimas Notícias