Agricultura

Indicador do milho segue em patamar recorde

Segundo Cepea aumento nos preços também refletem as incertezas ligadas ao desenvolvimento da safra

23/03/2020 - 11:27 | Por Douglas Ferreira - SBA | Siga-nos no Google News

Segundo informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) a redução da oferta e o maior interesse comprador continuam sustentando o movimento de elevação dos preços do milho, no mercado brasileiro. Em Campinas (SP), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa registrou alta de 2,5% entre 13 e 20 de março, fechando a R$ 59,04 a saca de 60 kg na última sexta-feira (20), o maior patamar nominal da série do indicador. Nas demais regiões pesquisadas, os atuais valores são os maiores nominais desde 2016.

Segundo pesquisadores do Cepea, o aumento nos preços também refletem as incertezas ligadas ao desenvolvimento da safra, à disponibilidade de milho nos próximos meses e ao cenário macroeconômico. Vale lembrar que a forte valorização do dólar frente ao Real eleva a competitividade internacional do cereal brasileiro e deve favorecer o movimento de alta dos preços nos próximos meses.

Com informações Cepea

Compartilhar

Últimas Notícias