Exportações

Porto de Santos divulga nota sobre continuação das operações e medidas contra Covid-19

SPA afirma que acessos marítimos e rodoviários estão abertos

18/03/2020 - 16:55 | Por Thalya Godoy - SBA | Siga-nos no Google News

Após a solicitação do Sindicato dos Estivadores de Santos, São Vicente, Guarujá e Cubatã pela paralisação das operações do Porto de Santos, devido ao Covid-19, a Santos Port Authority (SPA) divulgou nota sobre a manutenção das atividades. Confira abaixo posicionamento da empresa e medidas tomadas para combate ao Coronavírus.

Nota Porto de Santos:

Com relação a informações de que o Porto de Santos terá suas operações paralisadas devido ao risco de contaminação da covid-19, a Santos Port Authority (SPA) informa que, em conjunto com a comunidade portuária, atua para garantir o pleno funcionamento do Porto de Santos, respeitando as determinações das autoridades de Saúde.

A SPA reitera que o Porto de Santos está operacional e que os acessos marítimos e rodoviários estão abertos sem qualquer restrição. Adicionalmente, a SPA tomou medidas que visam proteger seus empregados, clientes e parceiros de eventuais riscos de contágio. Veja abaixo um resumo das medidas que SPA já adotou:

1) Criação de um grupo interdisciplinar de profissionais da SPA para atuar em linha com as determinações da Anvisa na prevenção à covid-19;

2) Produção de panfletos e cartazes, em três línguas – Português, Inglês e Mandarim -, com informações sobre a doença e meios de prevenção;

3) Instalação de distribuidores de álcool gel em mais de 60 pontos do Porto de Santos;

4) Compra de equipamentos de proteção individual específicos para quem precisar subir a bordo de navio com tripulante suspeito de estar contaminado;

5) Exercício simulado de atendimento à chegada de navio com tripulante suspeito de contaminação;

6) Determinação de home office para empregados que chegam do exterior, bem como suspender, por tempo indeterminado, viagens a trabalho;

7) Vedação do acesso de pessoas que não trabalham no cais à área primária;

8) Vedação de reuniões, treinamentos, visitas técnicas e atividades não essenciais, dando preferência às teleconferências;

9) Determinação de reunião de atracação não presencial (via web);

10) Possibilidade de home office para empregados dos grupos de maior risco (acima de 60 e portadores de enfermidades crônicas) ou com outras necessidades de ausentar-se do local de trabalho (pais com crianças pequenas sem cuidadores, por exemplo).

Novas medidas poderão ser tomadas a qualquer tempo em acordo com as autoridades de Saúde competentes.


Foto de capa: Divulgação Porto de Santos

Compartilhar

Últimas Notícias