Assista agora:
Equídeos

Cavalo Crioulo: animais rústicos e dóceis demonstram desempenho para dia a dia na fazenda e competições

 Propriedade Calidad no Pantanal investe no melhoramento da Raça desde 2014

18/03/2020 - 10:01 | Por Vinicius Souza - SBA | Siga-nos no Google News

A raça de Cavalos Crioulos tem obtido grande crescimento no Brasil, são cerca de 400 mil animais mostrando genética, rusticidade e aptidão para as mais diversas áreas. Em Mato Grosso do Sul, a propriedade Calidad no Pantanal investe no melhoramento da Raça desde 2014 e cria cavalos há cerca de 15 anos.

Foto: Sideny Coelho

No início, os animais eram destinados apenas para serviços diários da propridade, o Diretor da genética Calidad explica que o cruzmento do crioulo com as éguas começou a gerar resultados positivos “As pessoas que nos visitavam diziam, que bonito o cavalo e ai nós começamos a valorizar não só a qualidade do animal, mas também a beleza que ele vinha trazendo e a procura, e ai começamos a trabalhar com animais puros”, comenta.

Os Cavalos da Raça Crioula têm características próprias, como por exemplo, variedade de pelagem, cabeça em formato triangular, orelhas pequenas e ganachas mais desenvolvidas. Além disso existem outros detalhes peculiares da raça, que o inspetor técnico da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) Rafael Fagundes Santana explicou pra nossa equipe. “Nós somos como um cartório para certificação de registro desses animais, desde a ossada, medida de cernelha, medida toráxica, medida de canela e a confomação desses animais, linhas de equilibrio, de aprumos e caracterização racial”.

Foto: Sideny Coelho

Geraldo Paiva, Diretor da genética Calidad, ainda explica que a propriedade vem há alguns anos investindo nas fêmeas para o melhor desenvolvimento do rebanho. “Fazemos primeiro um critério de seleção pela doma dos animais de melhor serviço, porque a nossa doma é basicamente a doma vaqueira, trabalhando no campo, no mangueiro” conclui.

Foto: Sideny Coelho

Genética, Nutrição e Mão de obra contribuem para animal de qualidade

O camperio Edilson Aparecido dos Santos, que também é domador dos animais, explica que leva de 3 a 4 meses para dominar o animal, além disso o temperamento de cada equino pode facilitar ou não esse processo, mas afirma que não tem grandes problemas com a raça crioula quando o assunto é a doma. “ A gente começa a domar com 2 anos de idade, usa eles no serviço de inseminação, IATF, transferência de embriões e  trabalhamos com dois animais por peão,  são cavalos bem resistentes”.  Finaliza.

Foto: Sideny Coelho

 

Compartilhar

Últimas Notícias