Pecuária

Rio Grande do Sul poderá antecipar vacinação contra febre aftosa

Se o estado cumprir todos os requisitos e ações previstas, poderá pleitear o reconhecimento de zona livre de febre aftosa sem vacinação

21/02/2020 - 17:29 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) autorizou o Rio Grande do Sul a antecipar a vacinação contra a febre aftosa de maio para março. A decisão do Ministério foi tomada nesta sexta-feira (21), atendendo a uma solicitação encaminhada pela Secretaria da Agricultura do Estado na última segunda-feira (17). Com isso, a campanha de vacinação será feita de 16 de março até 14 de abril de 2020.

Essa ação visa manter a possibilidade de o estado, caso cumpra todos os requisitos e ações previstas do Plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), pleitear o reconhecimento de zona livre de febre aftosa sem vacinação perante à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em maio de 2021. Atualmente, o RS tem aproximadamente 13 milhões de bovinos e teve o último registro da doença em 2001.

Com informações Mapa

Compartilhar

Últimas Notícias