Preços do mamão havaí estão abaixo do custo de produção

Produtores estão receosos com resultado

31/01/2020 - 15:49 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

A primavera e o verão 2019/20 estão sendo marcados por baixas cotações do mamão nas regiões produtoras. Este cenário está relacionado à maior oferta da fruta, especialmente do havaí – já que o aumento das temperaturas acelerou a maturação nas lavouras –, e à qualidade limitada (ora pela maior presença de calibres fora do padrão de comercialização, ora pelas manchas fisiológicas), também como reflexo do clima.

De acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, a demanda, que não está correspondendo ao elevado volume ofertado no País, é outro fator limitante aos preços. Assim, o havaí foi vendido na média de R$ 0,52/kg no Norte do Espírito Santo, entre setembro e dezembro/19, valor 29% inferior ao do custo estimado de produção. Vale destacar que um melhor resultado foi observado para o formosa no período, visto que a média de preço foi de R$ 0,93/kg na mesma região e que os custos de produção dessa variedade são menores, por conta de sua maior produtividade.

Agora, em janeiro, as cotações do mamão estão ainda mais baixas, tendo em vista a elevada oferta. Para fevereiro, porém, produtores esperam que os preços de ambas as variedades aumentem, devido à oferta mais controlada na roça (principalmente para o havaí), e à maior demanda, favorecida pela volta às aulas nos principais centros consumidores.

Com informações HF (Cepea)

Compartilhar

Últimas Notícias