Agricultura

Posição retraída de vendedores de trigo eleva cotações no Brasil

Informações são do boletim semanal do Cepea

21/01/2020 - 14:05 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

As cotações domésticas do trigo em grão estão em alta, impulsionadas pela posição retraída de vendedores consultados pelo Cepea. Apesar de a demanda não estar tão aquecida – muitos moinhos apontam ter estoque para, em média, dois meses –, produtores observam que a oferta interna de trigo de qualidade – PH 78 ou superior – é baixa e o dólar em patamar elevado segue encarecendo as importações. Assim, os preços do trigo no mercado de lotes (negociações entre empresas) e no de balcão (valor pago ao produtor) apresentaram alta. Quanto aos derivados, moinhos começam a repassar os custos do trigo, fator que elevou as cotações das farinhas na semana passada. A demanda, na maior parte dos casos, segue estável, mas a moagem reduzida limita a oferta e, consequentemente, sustenta os preços. Quanto ao farelo, os valores do milho em alta atraíram compradores para o derivado do trigo, fator que impulsionou os preços. 

Com informações Cepea 

Compartilhar

Últimas Notícias