PecuáriaAgricultura

Procedimento mostra situação real da área a ser analisada

Amostras não devem ser retiradas quando o terreno estiver encharcado

06/01/2020 - 10:59 | Por Kaile Rodrigues - SBA | Siga-nos no Google News

Manter a produção ou mesmo aumentar, este é o objetivo principal dos produtores, um procedimento que garante este objetivo, é a prática da análise de solo. Quando o assunto é pastagem, falar de análise de solo é fundamental, é o procedimento que garante o sucesso na empreitada, seja para recuperar ou formar uma nova área. O  procedimento começa com a  amostragem do solo, o que permite conhecer qual a real situação da pastagem, seguindo outras etapas.

As amostras devem ser retiradas da camada superficial do solo, até a profundidade de 20 cm, tendo antes o cuidado de limpar a superfície dos locais escolhidos, removendo as folhas e outros detritos. Não retirar amostras de locais próximos a residências, galpões, estradas, formigueiros, depósitos de adubos, etc. Não retirar amostras quando o terreno estiver encharcado. No caso de culturas perenes (frutíferas por exemplo) sugere-se também retirar amostras entre 20 e 40cm de profundidade.

É necessário ter em vista que os investimentos que serão feitos na área dependendo do que está se atacando, como por exemplo uma pastagem que está saindo da situação de degradada, ou uma área de agricultura/pecuária, por exemplo.

Os produtores tecnificados cuidam da sua área, a final os investimentos são altos, não se pode correr riscos partindo de achismos como explica o pesquisador Manuel Macedo da Embrapa gado de Corte.

Compartilhar

Últimas Notícias