Assista agora:

China dobrou número de exportações de vegetais nos últimos dez anos

Exportações chinesas de vegetais atingiram 8.906,24 milhões de euros

26/12/2019 - 15:30 | Por Rafaela Flôr* - SBA | Siga-nos no Google News

Nos últimos dez anos, a exportação global de vegetais se multiplicou e passou de 35.458,15 milhões de euros em 2009 para 63.295,7 milhões em 2018, ou seja, 78,51% a mais. Desde 2014, a China se tornou o principal exportador mundial de vegetais, deslocando os Países Baixos dessa posição, embora tenha excedido as exportações holandesas pela primeira vez em 2010.

Em 2018, as exportações chinesas de vegetais atingiram um valor de 8.906,24 milhões de euros, ou seja, 155,94% a mais do que os 3.479,82 milhões de euros alcançados em 2009. A China é seguida pela Holanda, já que, em 2018, as exportações de vegetais da Holanda totalizaram 6.644,9 milhões de euros, ou seja, 56,03% a mais do que os 4.258,67 milhões de euros alcançados em 2009.

A Espanha ocupa o terceiro lugar, com receitas de 6.071,43 milhões de euros em 2018, 52,86% a mais que os 3.971,81 milhões de euros obtidos em 2009. É seguida pelo México, que ficou atrás da Espanha na última década, exceto em 2016, quando a superou ligeiramente. As exportações mexicanas de vegetais totalizaram 5.978,25 milhões de euros em 2018, ou seja, 125,64% a mais que os 2.649,02 milhões de euros obtidos em 2009.

As exportações de vegetais desses quatro países somam 27.600,82 milhões de euros, ou seja, 43,6% do valor total das exportações mundiais de vegetais. O restante dos países exportadores está muito distante dos quatro primeiros, embora se possa destacar a Polônia, Marrocos e Turquia devido à concorrência que representam para a Espanha nos mercados.

Com informações de Agrolink.
*Texto supervisionado por Douglas Ferreira.

Compartilhar

Últimas Notícias