Agricultura

MT cria projeto para investir na agricultura familiar da região oeste

Serão destinados R$ 800 mil do orçamento de 2020 para a agricultura familiar, R$ 600 mil para a Seaf e R$ 200 mil para a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural

19/12/2019 - 15:53 | Por Rafaela Flôr* - SBA | Siga-nos no Google News

O programa Mato Grosso Produtivo, lançado pelo governo do estado, contemplará os municípios da região oeste com diversas ações e maquinários para o ano 2020. O programa foi lançado na última sexta-feira (13) e abrange várias iniciativas de fomento às cadeias produtivas, programas de acesso à água e irrigação, e a destinação de insumos e patrulhas agrícolas. Dentre os 18 municípios contemplados na primeira fase com as patrulhas, três são da região oeste: Cáceres, Glória D’Oeste e Araputanga.

Conforme o secretário estadual de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, que fez uma visita ao deputado Dr. Gimenez (PV) na tarde da terça-feira (17), na Assembleia Legislativa, o objetivo é fortalecer a agricultura familiar nos municípios e com isso estimular a geração de emprego e renda, além da fixação das famílias no campo.

“Sei que as demandas são muitas e que o deputado fez várias reivindicações ao longo do ano que não tiveram como ser atendidas devido à escassez de recursos, mas as perspectivas são muito melhores para o ano que vem e queremos tranquilizar a população quanto a isso, estamos olhando sim para a região oeste”.

Amaral explicou ainda que os municípios para onde foram encaminhados os 18 maquinários na primeira fase do programa estavam descritos nas emendas do ex-deputado federal Fábio Garcia e ex-deputado estadual Saturnino Masson, que são de anos anteriores e foram executadas pela Seaf em 2019. “Eram recursos já carimbados e com destinação direcionada”.

Para Dr. Gimenez, mais que cobrar, o objetivo é construir parcerias. Ele programou a destinação de R$ 800 mil das suas emendas no orçamento de 2020 para a agricultura familiar, dos quais R$ 600 mil para a Seaf e R$ 200 mil para a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer). “Estamos ouvindo as dificuldades e desafios do secretário para poder trabalhar juntos no ano que vem”.

Com a destinação de 12% do total de emendas parlamentares para essa área, ele reafirma o compromisso com o desenvolvimento da região. “Esse é um volume de recursos significativo. Além disso, realizamos neste ano uma audiência pública e o 1º Fórum da Agricultura Familiar, em Quatro Marcos, para tratar da vocação dos municípios, ou seja, estamos empenhados em fazer dar certo”, acrescentou o parlamentar.

Com informações de Cenário MT.
*Texto supervisionado por Douglas Ferreira.

Compartilhar

Últimas Notícias