Assista agora:
Pecuária

Bezerro no Mato Grosso do Sul registra menor peso desde 2002

Animal pesa atualmente 174,31 kg contra 173,47 kg há 17 anos

19/12/2019 - 10:58 | Por Thalya Godoy* - SBA | Siga-nos no Google News

Na parcial de dezembro, até o dia 18, o peso médio do animal de reposição (nelore, de 8 a 12 meses) negociado em Mato Grosso do Sul teve média de 174,31 quilos, segundo levantamento realizado diariamente pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Trata-se da menor média mensal registrada desde janeiro de 2002, quando esteve em 173,47 quilos. Pesquisadores do Cepea indicam que, com a análise da série de sazonalidade do peso do bezerro, observa-se que, esses animais tendem a ser mais leves, especialmente, em dezembro e janeiro. 

Esta situação pode ser explicada por esses bezerros nascerem, geralmente, em maio, com os primeiros meses de desenvolvimento na época mais seca do ano. Em dezembro de 2019, no entanto, o que chama a atenção é que o peso é um dos mais baixos de toda a série do Cepea. De acordo com pesquisadores do Centro de Pesquisas ligado à USP, esse cenário pode ser atribuído ao atraso das chuvas no Centro-Oeste em 2019, que teria limitado ainda mais o ganho de peso desses animais. 

Outro motivo que pode ter influenciado a comercialização de um bezerro mais leve é a demanda por parte de recriadores, que tende a estar mais aquecida, devido ao elevado patamar de preço da arroba do boi gordo. Pesquisadores do Cepea destacam, ainda, que o criador, também poderia estar “aproveitando” os elevados valores de comercialização do bezerro e, com isso, ofertando um animal precoce. 

 

Informações por Cepea
*Texto supervisionado por Douglas Ferreira

Compartilhar

Últimas Notícias

Leilão Fêmeas Nelore Camparino