Avicultura

Exportações de carne de frango dos EUA para a China não devem influenciar nas exportações brasileiras

Após acordo com país norte-americano, China discutiu se dispor em comprar mais que o dobro do importado em 2017

18/12/2019 - 16:06 | Por Pâmela Machado* - SBA | Siga-nos no Google News

De acordo com o Avisite, Após a conclusão da fase 1 do acordo entre Estados Unidos e China foi discutido que a China iria se dispor em comprar do país norte-americano mais que o dobro do importado em 2017, em produtos agropecuários, valor semelhante a US$50 bilhões. O portal Avisite realizou uma análise para compreender até que ponto esse novo acordo pode interferir nas exportações brasileiras da carne de frango.

Uma retrospectiva das exportações da proteína dos Estados Unidos (EUA) e Brasil para a China aponta que as exportações dos norte-americanos para o país chinês se mantiveram na faixa das 100 mil toneladas entre 2000 e 2014. Após o surto de Influenza Aviária nos EUA, o governo do país asiático suspendeu as importações de todos os produtos avícolas da região. No cenário brasileiro, as importações para a China foram incipientes até 2009, ultrapassando a marca das 100 mil toneladas em 2010 e quase dobram no ano seguinte. 

Segundo o portal, a atuação brasileira como principal fornecedor de carne de frango para o mercado chinês está aparentemente consolidada. Entretanto, devido importações de China e Hong Kong representem, em volume, um quinto das exportações brasileiras, o mercado chinês necessita de atenção dos brasileiros, com acompanhamento e análise.

Com informações do Avisite

*Texto com supervisão de Douglas Ferreira
 

Compartilhar

Últimas Notícias