Pecuária

Preço do bezerro de ano em Mato Grosso bate recorde em série histórica

Antigo maior valor nominal foi registrado em 2015

03/12/2019 - 11:44 | Por Thalya Godoy* - SBA

De acordo com o Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), os valores do bezerro no mercado de reposição tiveram movimentos de alta em Mato Grosso, com registro de novo recorde para os preços do bezerro de ano. O maior valor nominal histórico anterior foi em junho de 2015, quando a média era de R$ 1.342,48/cabeça. Em novembro deste ano, a média desta categoria ficou em R$ 1.429,73, valor que representa crescimento de 6,5%.

A relação de troca boi/bezerro agora está em 2,01 cab./cab., atribuído à valorização da arroba do boi gordo, o que é acima de 1,99 cab./cab. observado no recorde de jun/15, contudo abaixo do observado no indicador de 2,36 cab./cab em nov/2010. Mesmo com o maior poder de compra dos recriadores e preços atrativos para os criadores, segundo informantes do Imea, o mercado de reposição está parado em termos de negócios fechados, pois não há muitos animais para entrega e os compradores esperam o equilíbrio do mercado. 


Boi e vaca gorda
As cotações da arroba do boi e da vaca gorda apresentaram intensas valorizações em comparação a semana passada. O macho teve alta de 11,91% e a fêmea de 12,04% e, assim, as médias fecharam em R$ 193,88/@ e R$ 180,79/@, respectivamente.

Abate
As escalas de abate voltaram a apresentar recuo na semana passada, pautado na dificuldade de encontrar animais para abate. No comparativo semanal, a queda foi de 0,46 dia, encerrando na média de 5,60 dias.

Mercado futuro
Os preços futuros na B3 para o contrato de maio de 2020 recuaram na semana anterior, fechando na média de R$ 206,08/@. O corrente, por sua vez, permaneceu em movimento de alta com 6,95% ante a semana passada, ficando na média de R$ 229,77/@.

Indicador
O diferencial de base MT-SP encurtou 3,78 p.p. na semana passada, visto que os preços no mercado mato-grossense aumentaram em proporções maiores. Assim, este indicador teve queda de 16,91%.

 

Com informações do Imea
*Texto supervisionado por Douglas Ferreira

Compartilhar

Últimas Notícias