Mercado

Balança comercial brasileira registra déficit de US$ 218 milhões na terceira semana de outubro

Média de exportações teve baixa de 8,9% em comparação a segunda semana do mês

23/10/2019 - 11:52 | Por Thalya Godoy* - SBA

Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), na terceira semana de outubro, a balança comercial registrou déficit de US$ 218 milhões e corrente de comércio de US$ 7,813 bilhões, um total de exportações no valor de US$ 3,798 bilhões e importações de US$ 4,015 bilhões. 

No mês, as exportações somam US$ 11,304 bilhões e as importações US$ 10,797 bilhões, com saldo positivo de US$ 507 milhões e corrente de comércio de US$ 22,101 bilhões. Em 2019, as exportações totalizam US$ 178,510 bilhões e as importações, US$ 144,385 bilhões, com saldo positivo de US$ 34,125 bilhões e corrente de comércio de US$ 322,895 bilhões.


Análise da semana

Na terceira semana, a média das exportações totalizou US$ 759,5 milhões, o que representa baixa de 8,9% na média de US$ 834,1 milhões até a segunda semana, devido a queda nas exportações das três categorias de produtos. Os semimanufaturados tiveram queda de 24,3%, saindo de US$ 110,7 milhões para US$ 83,8 milhões, em razão de celulose, ouro em formas semimanufaturadas, ferro-ligas, alumínio em bruto, ferro fundido. 

Os manufaturados caíram 15,1%, retraindo de US$ 282,1 milhões para US$ 239,4 milhões, atribuído, principalmente, aos aviões, automóveis de passageiros, tubos flexíveis de ferro/aço, etanol, gasolina. Por fim, os produtos básicos recuaram em 1,1%, de US$ 441,3 milhões para US$ 436,3 milhões, devido ao milho em grãos, minério de ferro, fumo em folhas, carnes de frango, bovina e suína, algodão em bruto.

Do lado das importações, houve alta de 6,6%, no mesmo período de comparação. Na média da terceira semana, ocorreu crescimento de US$ 803,1 milhões sobre média até a segunda semana com US$ 753,5 milhões. Este é um resultado, principalmente, do aumento nos gastos com equipamentos mecânicos, equipamentos eletroeletrônicos, plásticos e obras, farmacêuticos, cobre e suas obras.

 

Com informações do Mdic
*Texto supervisionado por Douglas Ferreira

Compartilhar

Últimas Notícias