Agricultura

Produtor de arroz está focado nas atividades de semeio do grão

Liquidez tem baixa principalmente devido à dificuldade de repasse dos custos

16/10/2019 - 15:47 | Por Pâmela Machado* - SBA | Siga-nos no Google News

Informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), apontam que a comercialização de arroz em casca está lenta no Rio Grande do Sul. No Rio Grande do Sul, a comercialização de arroz em casca está devagar. Aproveitando o clima favorável, os produtores estão focados nas atividades de semeio, que estão avançando no estado. Entretanto, o orizicultor não tem demonstrado interesse em negociar para “fazer caixa”, apenas alguns que possuem compromissos bancários estiveram ativos nos últimos dias. Além disso, parte dos agentes relatam querer utilizar estoques próprios. 

O Indicador ESALQ/SENAR-RS, entre 8 e 15 de outubro, alterou apenas 0.1% positivamente, 58% grãos inteiros e envolvendo média ponderada para o estado. Desta forma, a saca de 50 kg fechou a R$46,08 nessa terça-feira (15). O cenário de baixa liquidez, inclusive do beneficiado, por causa da dificuldade de repasse dos custos, o beneficiamento e as vendas de arroz no Rio Grande do Sul recuaram 4,1% de janeiro a setembro de 2019, no comparativo com o mesmo período do ano passado. Segundo dados do Instituto Rio Grandense de Arroz (IRGA), foram somadas 5,5 milhões de toneladas. Na parcial do ano-safra, as negociações totalizaram 6,6% abaixo do mesmo período do ano passado, alcançando 4,3 milhões de toneladas.

Com informações do Cepea

*Texto com supervisão de Douglas Ferreira

Compartilhar

Últimas Notícias