Agricultura

Bienalidade do café reduz volume da safra de 2019

Em levantamento, Conab constatou também redução de áreas cultivadas

07/10/2019 - 12:54 | Por Rafaela Flôr - SBA

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou em setembro o Terceiro Levantamento da safra de café deste ano. O boletim informa estimativa de 48,99 milhões de sacas de 60kg, com queda de 20,5% em relação à safra de 2018. Do total produzido até agora, 34,47 milhões de sacas são da espécie de café arábica, representando cerca de 70% da produção. 

A produção de café arábica terá redução de 27,4% no volume quando comparada com a do ano passado. A queda é devido ao ciclo de bienalidade dessa espécie, já que em 2018 o país apresentou volume recorde de 61,66 milhões de sacas. No entanto, estima-se que a espécie de café conilon apresente acréscimo de 2,5% na colheita em relação a 2018, muito provavelmente pelo aumento de área cultivada no Espírito Santo.

O boletim divulgado destaca que a área de produção abrange 2,13 milhões de hectares no país, sendo 1,2% menor que a área cultivada em anos anteriores. Desse total, as áreas de produção compreendem 1,81 milhões de hectares. Seguindo o volume total de sacas batendo 48,99 milhões, pode-se afirmar que serão cerca de 27 sacas por hectare, ou seja, 18,3% menos que a safra de 2018, que produziu 33, 07 sacas/ha.

De acordo com o levantamento, apenas Minas Gerais apresentou aumento na área cultivada nos últimos 18 anos, mas foi constatado redução de 0,8% na área de cultivo na Zona da Mata, causada pela poda nas lavouras mais velhas. O estado da Bahia, considerado o quarto maior produtor do país, corresponderá a 5,7% da produção nacional deste ano, mas com redução na área devido à erradicação de lavouras de café que foram abandonadas ou substituídas por pastagens voltada a criação bovina, plantio de grãos ou fruticultura.

Com informações: Conab.

Texto supervisionado por Douglas Ferreira.

Compartilhar

Últimas Notícias