Fruticultura

Fiscais realizam ação para prevenir entrada de praga na fronteira do Brasil com Venezuela

A fiscalização faz parte do programa que objetiva monitorar entrada de alimentos, principalmente bananas, que estejam infectados com a FOC R4T

03/10/2019 - 15:39 | Por Rafaela Flôr - SBA

Agentes da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) inspecionaram, nesta semana, propriedades produtoras de banana localizadas na fronteira do Brasil com a Venezuela para evitar a entrada da praga Fusarium oxysporum f.sp cubense raça 4 tropical (FOC R4T), que é uma variação mais agressiva do "Mal do Panamá" ou "Fusariose da bananeira". 

Os fiscais que realizaram a ação estiveram presentes em propriedades de Rorainópolis, Caroebe, Caracarai, São João da Baliza, Iracema e Pacaraima. Foram verificadas as áreas de produção, variedades usadas e quais as pragas que atacam a plantação. Não encontraram registro da praga FOC R4T em nenhuma planta.

Desde a confirmação de ocorrência da FOC R4T na Colômbia, o Mapa tem realizado ações que fazem parte do Programa de Prevenção e Vigilância de Pragas Quarentenárias Ausentes, do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas. O Mapa informa que ainda não há variedades de bananas resistentes a esta praga ou manejo químico viável para controlá-la. Caso a praga entre no Brasil, a produção de banana registraria grandes perdas e com impacto socioeconômico.

Os fiscais federais que participaram da ação são auditores agropecuários e engenheiros agrônomos da Coordenação-Geral da Proteção de Plantas, da Superintendência Federal de Agricultura do Estado de Roraima (SFA/RR) e do Amazonas (SFA/AM), da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (IDAF), da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (Seagri-DF) e com o pesquisador da Embrapa Roraima. 

Com informações Mapa.

Texto com supervisão de Douglas Ferreira.

Compartilhar

Últimas Notícias