Enologia

27ª Avaliação Nacional de Vinhos reúne apreciadores de oito países

Encontro foi promovido pela Associação Brasileira de Enologia em Bento Gonçalves (RS)

30/09/2019 - 10:39 | Por Anelise Nicolodi - SBA
Foto: Wagner Meneguzzi e Merlo

A 27ª Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2019, organizada pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), mais uma vez fez foi impecável. No último sábado, 28, em Bento Gonçalves, RS, um público formado por mil apreciadores teve o privilégio de degustar ao mesmo tempo as 16 amostras mais representativas da safra num encontro consolidado como a grande celebração do vinho brasileiro. A maior degustação de vinhos de uma safra do mundo reuniu pessoas de oito países (Antilhas Holandesas, Brasil, Chile, Espanha, Estados Unidos, França, Itália e Uruguai) e 11 estados brasileiros (Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo), além do Distrito Federal.

Para o presidente da ABE, enólogo Daniel Salvador, este é o grande dia do vinho brasileiro. “Nenhum outro evento no mundo consegue reunir tanta gente diferente que tem em comum o gosto pelo vinho, independente de marca. Há 27 anos, promovemos o vinho brasileiro compartilhando na taça o resultado de cada safra. Movidos por uma vontade incontrolável em levar para os quatro cantos do mundo o vinho brasileiro, nós, enólogos do Brasil, criamos um movimento que não para de crescer e enchemos o peito sempre que falamos da Avaliação”, ressalta.

 O terroir da Serra Gaúcha, dos Campos de Cima da Serra, da Campanha Gaúcha e do Vale do São Francisco esteve representado nas 16 amostras degustadas, mostrando que o Brasil tem vinhos de qualidade em diversas regiões do país. Para se chegar a este resultado, um grupo de 120 enólogos avaliou às cegas as 337 amostras inscritas por 47 vinícolas. Deste total, 105 se classificaram entre as 30% mais representativas. Os 16 vinhos degustados foram selecionados entre este universo seguindo normas internacionais e o regulamento da Avaliação.

 Um dos grandes momentos da Avaliação foi o serviço do vinho, realizado por 95 alunos do curso de Viticultora e Enologia, que coordenador por diretores da ABE desempenharam a função de forma exemplar. Para cada vinho foram utilizadas 90 garrafas. Assim que cada amostra era servida e degustada, era feito o comentário do vinho por um dos 16 comentaristas convidados, que compartilhou suas impressões. Somente depois de degustar as 16 amostras foi anunciado o resultado dos 30% e revelado as 16 amostras selecionadas como as mais representativas da Safra 2019.

 O evento foi prestigiado pelo Ministro-Chefe da Casa Civil, Onix Lorenzoni, que falou do Acordo de Cooperação quem vem sendo firmado entre União, por intermédio da Casa Civil da Presidência da República, do Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Economia, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com o setor vitivinícola representado pela Agavi, Uvibra, Ibravin, Fecovinho, Sindivinho RS e Sindivinho SC.

O acordo prevê edição de uma medida provisória ou Projeto de Lei de isenção de IPI para vinhos e espumantes. Os recursos oriundos do benefício têm por objetivo a geração de investimentos por meio de um fundo nacional direcionado ao desenvolvimento do setor. “Com esta medida o vinho brasileiro vai poder enfrentar de frente o mercado europeu, conquistando a Europa e mostrando ao mundo a sua qualidade”, ressaltou.

 Diversidade de castas

O evento exibiu a diversidade de variedades de uvas cada vez mais utilizadas pelas vinícolas, comportamento que responde a demanda dos consumidores em busca de novidades. Das 105 amostras classificadas entre os 30% mais representativas da Safra 2019 estão 13 variedades tintas (Alicante Bouschet, Ancellotta, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Malbec, Marselan, Merlot, Petit Verdot, Pinot Noir, Shiraz, Tannat, Teroldego e Touriga Nacional) e 11 brancas (Chardonnay, Gewurztraminer, Malvasia de Cândia, Moscato Giallo, Moscato R2, Pinot Gris, Prosecco, Riesling Itálico, Sauvignon Blanc, Verdejo e Viogner). Entretanto, por outro lado, castas tradicionais como as tintas Merlot e Cabernet Sauvignon e a branca Chardonnay continuam liderando a quantidade de amostras.

Troféu Vitis 2019

A turismóloga Ivane Fávero e o enólogo Lucindo Copat foram os homenageados deste ano com o Troféu Vitis Amigo do Vinho Brasileiro 2019 e Destaque Enológico 2019, respectivamente. A distinção é o reconhecimento prestado pela ABE a pessoas que em sua trajetória pessoal e profissional contribuem para a promoção do vinho brasileiro.

Foto: Wagner Meneguzzi e Merlo

AS 16 AMOSTRAS

CATEGORIA VINHO BASE ESPUMANTE

Chardonnay – Vinícola Salton – Bento Gonçalves (RS)

Chardonnay – Domno do Brasil – Garibaldi (RS)

Chardonnay / Pinot Noir – Chandon do Brasil – Garibaldi (RS)

 

CATEGORIA BRANCO FINO SECO NÃO AROMÁTICO

Verdejo – Vinícola Terranova – Casa Nova (BA)

Chardonnay – Casa Valduga – Bento Gonçalves (RS)

Chardonnay – Vinícola Almadén – Santana do Livramento (RS)

 

CATEGORIA BRANCO FINO SECO AROMÁTICO

Sauvignon Blanc – Vinícola Campestre - Campestre da Serra (RS)

Moscato Giallo – Sociedade de Bebidas Panizzon – Flores da Cunha (RS)

 

CATEGORIA VINHO TINTO FINO SECO JOVEM

Merlot – Guatambu – Dom Pedrito (RS)

 

CATEGORIA TINTO FINO SECO

Merlot – Casa Perini – Farroupilha (RS)

Cabernet Franc – Estabelecimento Vinícola Valmarino – Pinto Bandeira (RS)

Ancellotta – Cooperativa Agroindustrial Nova Aliança – Flores da Cunha (RS)

Tannat – Família Bebber – Flores da Cunha (RS)

Merlot – Vinícola Miolo – Bento Gonçalves (RS)

Alicante Bouschet – Cooperativa Vinícola Aurora – Bento Gonçalves (RS)

Tannat – Vinícola Don Guerino – Alto Feliz (RS)

Compartilhar

Últimas Notícias