Agricultura

Café tipo arábica volta ser comercializado acima dos R$ 400 saca

Esse cenário ocorreu pela expressiva alta dos futuros da variedade na Bolsa de Nova York

05/06/2019 - 16:31 | Por Douglas Ferreira - SBA
Foto: Divulgação

Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), depois de operarem em baixa durante boa parte de maio, as cotações do café arábica tiveram forte recuperação na última semana do mês, voltando a encerrar acima dos R$ 400,00 a saca. Esse cenário esteve motivado pela expressiva alta dos futuros da variedade na Bolsa de Nova York (ICE Futures), em decorrência de movimentos técnicos, à desvalorização do dólar frente ao Real e as preocupações com o clima mais frio e úmido e com a qualidade dos novos cafés no Brasil.

Na última terça-feira (4) o Indicador CEPEA/ESALQ do café tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 427,58 a saca de 60 kg, aumento significativo de 6,6% em relação à terça anterior, 28 de maio, e o maior patamar desde 11 de fevereiro deste ano, em termos reais deflacionados pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) de abril de 2019.

Compradores e vendedores voltaram ao mercado com a valorização do arábica, elevando fortemente a liquidez interna. Em relação ao robusta, os preços também subiram, sendo impulsionadas pelo ganho externo na Bolsa de Londres (ICE Futures Europe). No entanto a liquidez foi menor do que a constatada para o tipo arábica, visto que parte dos produtores aguarda novas valorizações para negociar maiores volumes.

O Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6 peneira 13 fechou perto dos R$ 300 a saca de 60 kg, fator incomum desde março deste ano. Nessa terça-feira (4) o Indicador fechou a R$ 302,37 a saca de 60 kg, alta de 5% em relação à terça anterior (28).

 

 

Fonte:  Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea)

Compartilhar

Últimas Notícias