Agricultura

Trigo: atividades de campo se aproximam do fim, mas preço segue firme

Cenário de alta está relacionado com dólar valorizado e paridade de importação

23/11/2021 - 11:18 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

As cotações do trigo seguem firmes no Brasil, mesmo com a colheita de uma possível safra recorde se aproximando do encerramento, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

De acordo com pesquisadores da entidade, o suporte vem especialmente do dólar valorizado e da paridade de importação.

No campo, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Sul (Emater/RS), sinalizou que, até o dia 18 de novembro, diante do clima favorável, a colheita de trigo no estado gaúcho havia alcançado 85% da área.

No Paraná, informações da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento/Departamento de Economia Rural (Seab/Deral) indicam que, até o dia 16 de novembro, as atividades de campo estavam quase finalizadas no estado, com 97% da área já colhida.

Colaboradores do Cepea informaram que, no estado paranaense, a qualidade do trigo foi prejudicada sobretudo pelas chuvas no período de colheita.

Em Santa Catarina, dados da Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural/Comissão Estadual de Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), mostram que a colheita no estado somava 28,5% da área até o final de outubro.
 

Com informações do Cepea. 

Foto de capa: Wenderson Araujo/ Trilux/ Sistema CNA Senar. 

Compartilhar

Últimas Notícias