Previsão do Tempo

Semana começa com chuva no Centro-Oeste e Sudeste

Precipitações aumentam ao longo do dia em Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais

25/10/2021 - 04:00 | Por AgroClima - SBA | Siga-nos no Google News

No Centro-Oeste do país, a chuva foi intensa neste fim de semana, e a previsão para esta segunda-feira (25) é de sol acompanhado por  nuvens. O tempo segue instável e com precipitações a qualquer hora em Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal e norte de Mato Grosso do Sul. Nas demais áreas do estado sul-mato-grossense, algumas nuvens passam, mas o tempo fica firme.

No Sudeste do país, o dia  será de céu nublado e chuva frequente no leste de São Paulo e litoral do Rio de Janeiro. Muitas nuvens também se formam sobre o norte paulista, interior fluminense, Minas Gerais e Espírito Santo, onde a chuva pode vir a qualquer hora do dia. Sol com variação de nuvens e tempo firme vão predominar nesta segunda (25), apenas no sudoeste de São Paulo.

Na região Norte do país, chove em todas as áreas, com moderada a forte intensidade. São previstos volumes significativos principalmente sobre áreas do sul do Amazonas, Acre, norte de Rondônia e sul do Tocantins.

No Nordeste a chuva ainda persiste, e a convergência de ventos vai deixar o céu com muitas nuvens carregadas sobre o estado da Bahia, Piauí e Maranhão, e não se descarta o risco de temporais nestas áreas ao longo do dia. Nas demais áreas o sol aparece e chove de forma fraca e passageira.

Já no Sul do país, há condições apenas para chuviscos no litoral do paraná. Nas demais áreas, algumas nuvens passam, mas o tempo volta a ficar firme.

VAZANTE NO RIO PARAGUAI

Ainda que os níveis de água no solo e em reservatórios obtiveram melhora com as últimas chuvas que atingiram grande parte do país, o cenário ainda não é o ideal, especialmente no Rio Paraguai. A vazante deste ano foi a segunda menor em toda a série histórica, registrando 60 cm negativos (-60) na última semana. Apenas em 1964 o valor foi menor, quando registrou 61 cm negativos (-61), apenas 1 cm a menos do que o observado na última semana. 

E com o baixo nível dos rios, as atividades de navegação ficam inviáveis. Na última semana, uma fila de caminhões se formou próximo a fronteira corumbaense com a Bolívia, isso porque o transporte de importações e exportações que antes ocorria de maneira fluvial pelo Canal do Tamengo, agora dão lugar ao transporte de cargas pela rodovia. E como o fluxo de veículos aumentou, a receita federal começa nesta segunda (25) a ampliação do horário de funcionamento, para atender a alta demanda. A previsão é de que nas próximas semanas o Rio Paraguai suba de nível gradativamente e as atividades de transporte fluvial voltem à normalidade.

Mais detalhes, no AgroClima de hoje (25).

 

Compartilhar

Últimas Notícias