Saúde

Novo coquetel contra a Covid-19 reduz mortes e casos graves

Medicamento desenvolvido pela AstraZeneca ainda está em fase de testes

12/10/2021 - 17:31 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

A farmacêutica britânica AstraZeneca anunciou ontem (11) os novos resultados positivos na terceira fase de testes de um novo coquetel para o tratamento contra a Covid-19. O medicamento, batizado de AZD7442, é uma combinação de anticorpos de longa ação, na sigla em inglês: LAAB.

Segundo a empresa, houve uma redução significativa de casos graves ou mortes em pacientes não-hospitalizados que usaram o medicamento na comparação com quem usou placebo.

De acordo com o comunicado emitido sobre os resultados, a farmacêutica detalhou que um total de 90% dos pacientes que participaram dos testes pertenciam aos grupos de alto risco para a Covid-19 grave, incluindo comorbidades como câncer, diabetes, obesidade, doenças pulmonares, entre outras.

"O ensaio atingiu o desfecho primário, com uma dose de 600 miligramas (mg) de AZD7442 administrada por injeção intramuscular (IM), reduzindo o risco de desenvolver covid-19 grave ou morte (por qualquer causa) em 50% em comparação com o placebo em pacientes ambulatoriais com sintomas de sete dias ou menos". 

O ensaio apresentou poucos efeitos adversos no braço dos pacientes. Foram 18 ocorrências entre 407 indivíduos que tomaram o AZD744 contra 37, de um total de 414, dos que  tomaram o placebo. O LAAB foi geralmente bem tolerado nos testes, enfatizou a companhia.

A AstraZeneca é a empresa que produz a vacina de mesmo nome, fabricada em parceria com a Universidade de Oxford, e produzida no Brasil em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Tem sido um dos imunizantes mais utilizados na campanha nacional de vacinação. 

 

 

Com informações da Agência Brasil

Foto de capa:Tânia Rêgo - Agência Brasil. 

Compartilhar

Últimas Notícias