Previsão do Tempo

Outubro começa com chuva em quase todo o país

O novo mês começou, e o destaque desta sexta-feira (01) é a chuva generalizada sobre o Brasil, cenário típico de outubro e de primavera

01/10/2021 - 04:00 | Por AgroClima - SBA | Siga-nos no Google News

Uma nova frente fria segue provocando chuva sobre região Sul, trazendo risco de temporais principalmente para o Paraná, Santa Catarina e norte do Rio Grande do Sul. Nessas áreas, a chuva é volumosa e vem acompanhada por raios, ventania e eventual queda de granizo. Essa chuva terá altos volumes e aumenta a umidade do solo, porém também paralisa as atividades em campo em toda a região. A partir de segunda (04), as temperaturas diminuem em diversas áreas e há risco para geada tardia nas serras gaúcha e catarinense. 

Entre as regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste, a combinação entre calor e umidade também provoca chuva com temporais isolados, especialmente no período da tarde. O destaque em relação aos volumes de chuva será no sul e zona da mata de Minas Gerais, onde há chance de granizo. 

Essa chuva favorece a reposição hídrica nas primeiras camadas do solo em pelo menos 10% e é boa para a agricultura, mas ainda não ameniza a questão hídrica dos reservatórios de abastecimento de água ou fornecimento de energia. Para isso seria necessário um longo período de chuvas, que deve ocorrer no início da primavera, mas que será insuficiente para aumentar de forma significativa os reservatórios da região, por conta da atuação do La Nina no final da estação. 

Na região nordestina pouca coisa muda. A chuva acontece de forma passageira e pouco volumosa na faixa leste e norte da região, já sobre o Maranhão e Piauí, as pancadas acontecem ao longo do dia intercaladas com períodos de sol, variando entre fraca e moderada intensidade. 

QUEIMADAS 

O mês de outubro já começa a chuvoso em grande parte do país, e as precipitações dos últimos dias no Sudeste e no Centro-Oeste brasileiro reduziram drasticamente o número de focos de queimadas nessas áreas. Entre os dias 18 e 22 de setembro, o calorão predominou sobre o Centro-Oeste e o número de queimada chegou a 1775 focos em Mato Grosso, 930 em Goiás, 776 em Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal, 39 focos. 

Já entre os dias 25 e 29 de setembro, que foram chuvosos na região, os números caíram para 461 focos em Mato Grosso, 102 em Goiás, 440 em Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal não registrou nenhum foco de queimada. Uma redução de mais de 71% entre as duas semanas. O Sudeste brasileiro seguiu o mesmo padrão e com as chuvas dos últimos dias, os números de queimada reduziram em até 75% em toda a região.

A tendência é de mais redução nesses números, isso porque outubro é naturalmente mais chuvoso e a previsão é de altos volumes em grande parte do país ao longo das próximas semanas. 

TENDÊNCIA

A tendência para o fim de semana é de que a chuva ganhe ainda mais força sobre Santa Catarina e principalmente sobre o estado do Paraná, devido a passagem de uma frente fria e instabilidades que atuam no alto da atmosfera. Há previsão de chuva forte e volumosa sobre os dois estados sulistas, com volumes que podem ultrapassar os 100 mm apenas nesses dois dias.

Nas áreas entre o Mato Grosso do Sul, São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais e Rio de Janeiro, os temporais também ganham força e vão atuar especialmente aos finais de tarde, acompanhados por raios, ventos moderados e também não se descarta o risco para granizo.

Mais detalhes, no AgroClima de hoje (01).

 

Compartilhar

Últimas Notícias