Pecuária

Valor de produção dos principais produtos pecuários atinge R$ 75,5 bi

Rebanho bovino cresce 1,5% e chega a 218,2 milhões de cabeças

29/09/2021 - 11:54 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

A Produção da Pecuária Municipal 2020 (PPM), divulgada hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou que o valor de produção dos principais produtos pecuários cresceu 27,1% em 2020, chegando a R$ 75,5 bilhões. 

No ano passado, o rebanho bovino nacional cresceu 1,5%, chegando a 218,2 milhões de cabeças, maior efetivo desde 2016. 

O Centro-Oeste respondeu por 34,6% do total (75,4 milhões). A maior alta foi na região Norte: 5,5%, ou mais 2,7 milhões de cabeças, somando 52,4 milhões. O Mato Grosso segue líder, com 32,7 milhões de cabeças e alta de 2,3% ante 2019.

Entre os municípios, São Félix do Xingú (PA), manteve a liderança com 2,4 milhões de cabeças e alta de 5,4%, no ano.

Leite

A produção de leite concentrou 74,9% deste valor, seguida pela produção de ovos de galinha (23,6%), mel (0,8%), ovos de codorna (0,5%), lã (0,1%) e casulos de bicho da seda (0,1%).

O maior valor de produção foi na região Sudeste, com 36,3% do total, seguida pela região Sul, com 31,9% (R$ 24,04 bilhões). Minas Gerais foi líder em valor de produção: R$ 17,8 bilhões, sendo 89,8% desse total (R$ 15,99 bilhões) proveniente da produção de leite.

Ovos

A produção nacional de ovos de galinha bateu novo recorde: 4,8 bilhões de dúzias em 2020, alta de 3,5% frente a 2019. Em 2020, e em particular na pandemia, o ovo foi uma fonte de proteína alternativa mais acessível.

O estado de São Paulo, maior produtor, concentrava 25,6% da produção nacional. Santa Maria de Jetibá (ES) foi o maior produtor em 2020, com 371,6 mil dúzias.

Piscicultura

A piscicultura cresceu 4,3%, chegando a 551,9 mil toneladas. O Paraná continua líder, com 25,4% do total nacional. Nova Aurora (PR) concentra 3,6% da piscicultura do país.

Já a produção de camarão em cativeiro cresceu 14,1%, totalizando 63,2 mil toneladas. Juntos, o Rio Grande do Norte e o Ceará são responsáveis por 68,0% da produção e Aracati (CE) é o maior produtor, com 3,9 mil toneladas.

Com informações do IBGE. 

Compartilhar

Últimas Notícias