Agricultura

Zoneamento agrícola da 2ª safra 2021/2022 do feijão é publicado

Produtores que seguem o Zarc conseguem benefícios do seguro rural e Proagro

02/09/2021 - 11:40 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

As portarias com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), foram publicadas na quarta-feira(1º) no Diário Oficial da União, destinada à segunda safra do ano-safra 2021/2022 da cultura do feijão. Os estados com indicação para plantação são o Acre, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.  

O cultivo do feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris L.), é composto desde intensivos sistemas agrícolas até técnicas de subsistência. Essa espécie de feijão possui grande importância econômica, alimentícia e cultural no Brasil.

No período de florescimento e frutificação do grão, as altas ou baixas temperaturas são prejudiciais, além da temperatura, as condições hídricas do solo também afetam o feijoeiro. Durante a colheita o excesso de chuva prejudica o grão.

O zoneamento possibilita ao agricultor a redução de riscos relacionados a eventos climáticos à sua colheita.  Os produtores rurais que levam em consideração o Zarc reduzem os riscos a sua produção e podem ser beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), pois geralmente o crédito rural só é liberado a locais zoneados.

Os agricultores e agentes do setor podem acessar as informações referentes ao   Zarc no aplicativo “Zarc Plantio Certo” da Embrapa Informática Agropecuária de Campinas (SP), ou pela plataforma “Painel de Indicação de Riscos”.  

Com informações Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
 

Compartilhar

Últimas Notícias