Economia

PIB cai 0,1% no segundo trimestre de 2021

Segundo IBGE, queda representa estabilidade

01/09/2021 - 12:00 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O Produto Interno Bruto (PIB) recuou 0,1% no segundo trimestre de 2021, em comparação com os três primeiros meses do ano. Segundo o boletim do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta quarta (1º), a queda representa estabilidade.

De acordo com o instituto, a estabilidade ocorre após três trimestres seguidos de crescimento da economia do país. O PIB continua no patamar do fim de 2019 e início de 2020, período pré-pandemia da Covid-19. 

O valor ainda está 3,2% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica na série histórica, alcançado no primeiro trimestre de 2014. 

“Com esse resultado, a economia brasileira avançou 6,4% no primeiro semestre. Nos últimos quatro trimestres, acumula alta de 1,8%, e na comparação com o segundo trimestre do ano passado, cresceu 12,4%”, informou o IBGE.

A agropecuária apresentou a maior queda (-2,8%), impactada pela quebra de safras, seguida pela Indústria (-0,2%), que vem sendo abalada pela falta de insumos e custo elevado das matérias-primas.

Por outro lado, os serviços cresceram 0,7% na comparação com o 1º trimestre, diante da reabertura da economia com o alívio nas medidas de contenção da Covid-19.
Entre as atividades industriais, o pior desempenho foi o das indústrias de transformação (-2,2%) e da atividade de Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos (-0,9%).

Já entre as indústrias extrativas e de construção, houve avanço de 5,3% e 2,7% respectivamente.

Agropecuária cresce frente a 2020

Em comparação com o igual período de 2020, a Agropecuária cresceu 1,3%, resultado que pode ser explicado, principalmente, pelo desempenho positivo de alguns produtos da lavoura com safra relevante no segundo trimestre, como a soja (9,8%) e o arroz (4,1%).Em contrapartida, houve recuos nas estimativas de produção anual das culturas de café (-21,0%), algodão (-16,6%) e milho (-11,3%).

As estimativas para Pecuária e Produção Florestal apontaram contribuição positiva para a Agropecuária neste trimestre.

Com informações do IBGE. 

Compartilhar

Últimas Notícias