Agricultura

Aprosoja MT não pretende investigar irregularidades em contratos

Entidade do Mato Grosso emitiu nota sobre o assunto

31/08/2021 - 07:00 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O Conselho Fiscal da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT) não pretende iniciar investigação sobre denúncias de supostas irregularidades, que teriam sido praticadas na entidade durante a gestão do ex-presidente Antônio Galvan. O mandato teve duração de 2018 até o início deste ano.

O órgão, através de nota enviada ao Canal do Boi, afirma que todos os contratos firmados pela entidade passam por análise, com parâmetros pré-estabelecidos em rigorosas normas de controle interno.

O atual presidente da Aprosoja Brasil, Antônio Galvan, não se manifestou sobre o assunto.

Veja a nota:

“Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT) informa que não tem responsabilidade e não emite opinião sobre a vida particular dos seus diretores e associados. Afirma veementemente que todos os contratos firmados passam por criteriosa análise de governança corporativa com parâmetros pré-estabelecidos em rigorosas normas de controle interno.

Além disso, todas as despesas da entidade passam por avaliação do conselho fiscal e auditoria contábil externa independente, sendo posteriormente aprovadas pela Assembleia Geral de associados.

Lembra ainda que todos os procedimentos administrativos utilizados para contratações de profissionais, foram realizados nas gestões anteriores, desde a fundação da entidade. O método também continua sendo aplicado na atual gestão”. 

Foto: Wenderson AraujoTrilux - Sistema CNA Senar (2)

Compartilhar

Últimas Notícias