Pecuária

Brasil: exportação de frango ao México aumenta quase 800% em 2021

País subiu da 32ª colocação no ranking, para o grupo dos 8ª lugar

18/08/2021 - 14:00 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O volume de exportação de carne de frango brasileiro destinado ao México aumentou 794,36% em 2021. O país subiu da 32ª para a 8ª colocação, no ranking dos principais importadores do produto.

Nas primeiras colocações, no ranking dos 10 principais importadores da carne de frango, nos sete primeiros meses de 2021 não apresentaram alterações, em relação ao mesmo período de 2020. Apesar da breve troca de posições entre o 4º e o 5º colocados, os cinco maiores importadores permanecem os mesmos.

A partir da 6ª posição foram registradas algumas mudanças. No posto antes ocupado por Hong Kong, agora está as Filipinas, que praticamente dobraram as importações em relação ao ano passado.

Neste caso, vale destacar que no primeiro semestre as Filipinas se colocaram como o terceiro maior importador da carne de frango dos Estados Unidos, o que, somado às compras brasileiras, coloca aquele mercado entre os principais importadores de carne de frango do mundo.

No ano passado, entre janeiro e julho, as importações mexicanas sofreram queda de mais de 80% em relação a 2019, ficando aquém das 8 mil toneladas. Ainda assim, o volume adquirido pelo país neste ano aumentou mais de 60% em relação aos mesmos sete meses de dois anos atrás.

O Iêmen completa a lista dos 10 estreantes, com aumento de volume de 17%.

Nos primeiros sete meses, os líderes do ranking aumentaram o volume importado em 10,23%, neutralizando totalmente as quedas registradas pela China (-7,03%), Japão (-2,82%) e Coreia do Sul (4,59%).

Contribuíram para o adicional obtido neste ano pelos exportadores brasileiros – 177 mil toneladas a mais – principalmente o México (35% do volume adicional), as Filipinas (28%) e a África do Sul (22,5% do volume adicional).

Com informações Avisite. 

Compartilhar

Últimas Notícias